quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Algumas mudanças


Mudei, após quase dez anos em Aracaju, saí definitivamente da cidade. Nova vida, novos ares e muitas lembranças.
Tá bem, algumas coisas são as mesmas, mas não me interessam agora. O importante é o que o passo foi dado e não tem mais volta. “... eu vou pra não voltar!” ou quem sabe um dia.
Nos últimos dez anos aconteceu um tanto de coisas, tive a sorte de viver muitas coisas boas e ruins também. E sim, fiz as contas, no final o saldo foi muito bom.
Trabalhei um bocado, fiz coisas legais, outras nem tanto. Mas aprendi um monte, ensinei um pouco, acertei, errei. Você sabe, coisas de trabalho.
Fiz poucos, mas bons amigos, uns que ficarão por muito tempo, outros foram embora antes de mim. Vi amigos partirem pra lugares distantes e estive lá quando outros voltaram pra uma visita. Foi ótimo. Também vi uns deles irem pra outra vida, o que é duro, difícil e triste.
Também vi um amor nascer, crescer e morrer. Sou grato por isso. Foram dias bons com muita intensidade. Outros de desilusão, igualmente intensos. E a severa verdade que tudo tem fim, e que não adianta lutar, tem coisas que não voltam e que se tem que aprender a perder. Nisso ainda tô me acostumando.
Fiz um monte de besteiras nesse tempo, mas também pedi desculpas sinceras. Algumas foram aceitas, outras nem tanto.
A vida te prega peças. Essa máxima é verdadeira. E o que acontece quando se menos espera, estranhamente parece se encaixar, deixando a nítida impressão que o caminho certo é aquele em que se escolhe de coração aberto.
Aracaju foi uma dessas escolhas, abri mão de amigos, de um amor, da vida que gostava quando vim pra cá há dez anos. Agora vou eu de novo, me desejem sorte!

3 comentários:

  1. "E o que acontece quando se menos espera, estranhamente parece se encaixar"

    ResponderExcluir
  2. Amigo, tu tb és blogueiro. Repare só que coisa. Gostei do texto. Saudades de quando compartilhávamos livros.

    ResponderExcluir
  3. Ta bom de voltar a escrever né?

    ResponderExcluir